TDAH: Transtorno do Déficit de Atenção por Hiperatividade

post-tdah

A hiperatividade pode ocorrer em diferentes graus de intensidade, com sintomas variando entre leves a graves.

A depender da gravidade destes sintomas, a hiperatividade pode comprometer o desenvolvimento, o aprendizado, a expressão linguística, a memória e as habilidades motoras.

São três os sintomas principais do Transtorno do Déficit de Atenção por Hiperatividade (TDAH):

  1. Agitação excessiva (movimento contínuo e acima do esperado para a idade da criança).
  2. Falta de atenção.
  3. Impulsividade.

É uma síndrome da conduta, de origem neurobiológica, manifestada com mais frequência durante a infância.Estima-se que cerca de 5% da população infanto-juvenil com idade entre 3 e 16 anos apresenta TDAH, sendo 3 vezes mais frequente no sexo masculino.

TDAH é um transtorno causado por alteração no sistema nervoso central e constitui uma das causas mais frequentes do fracasso escolar e de problemas sociais na idade infantil. É uma patologia crônica, com forte componente genético, que pode ser facilmente diagnosticada e adequadamente tratada.

Muitos pais e professores encontram dificuldades na identificação do TDAH, que muitas vezes é confundido com uma educação familiar em que os limites não estão bem estabelecidos. De fato, os sintomas são parecidos.

Quando não atendida devidamente, a criança com TDAH pode apresentar dificuldade de concentração, inquietude, excitação excessiva, falta de persistência, distração e baixa autoestima, entre outros sintomas.

O tratamento terapêutico, quando realizado durante o desenvolvimento infantil, permite que o transtorno seja amenizado, a ponto de contribuir para que a criança se desenvolva de uma maneira saudável e tranquila, respeitadas as suas características subjetivas e as suas limitações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *